quinta-feira, 4 de julho de 2013

Estádios terão Wi-Fi grátis durante a Copa do Mundo


Muitos que foram assistir aos jogos da Copa das Confederações, inclusive este que vos escreve, relataram dificuldades para acessar a rede de dados das operadoras. Mesmo com as tentativas em melhorar a infraestrutura nos estádios, ligações não completadas e falhas no 3G foram frequentes. Para solucionar esse problema, os doze estádios da Copa do Mundo terão redes Wi-Fi gratuitas durante os jogos, fornecidas pelas operadoras.



Com o Wi-Fi gratuito nos estádios, as redes 3G e 4G das operadoras devem ficar menos congestionadas. O diretor executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy, estima que entre 30% e 40% do tráfego de dados seja feito por Wi-Fi. Ao Estadão, ele diz: “Em situações de alta concentração de pessoas, sempre existe um limite físico de banda disponível, que poderá ser solucionado pelo Wi-Fi”.

Mas as operadoras não instalaram equipamentos para reforçar a rede de dados? A resposta é sim: mais de 700 pequenas antenas foram instaladas nos seis estádios da Copa das Confederações.

Entretanto, Levy afirma que faltou tempo para fazer todos os testes necessários. De acordo com o executivo, instalar tudo em 47 dias no Estádio do Maracanã foi “um desafio e tanto”. Segundo ele, seriam necessários no mínimo 120 dias para posicionar melhor os equipamentos e fazer testes para reduzir interferências.

De acordo com um relatório do Sinditelebrasil, a porcentagem de ligações não completadas ficaram dentro de um nível “aceitável”. Em média, 2% falharam. Na final entre Brasil e Espanha, no Maracanã, esse índice subiu para 5%. A maior parte dos problemas aconteceu antes e depois do jogo: nesses períodos, as pessoas costumam ligar para parentes ou enviar SMS.

Não efetuei ligações no jogo entre Brasil e Japão, no Estádio Nacional de Brasília, mas usei a rede de dados. Era impossível fazer qualquer coisa no 3G, mas a rede 4G funcionava de maneira espetacular, atingindo picos de 60 Mb/s. Isso, claro, aconteceu porque ainda há poucos aparelhos compatíveis com o 4G brasileiro. Na Copa do Mundo, mais pessoas terão smartphones 4G, e aí é bem provável que tudo fique congestionado se o Wi-Fi gratuito não funcionar a contento.

No Estadão há alguns números interessantes sobre a telefonia móvel nos jogos da Copa das Confederações: foram 1,7 milhão de ligações (média de 2,2 minutos por chamada) e 4,6 milhões de comunicações de redes 3G ou 4G (média de 0,5 MB de dados trafegados). Na final, houve 88 mil comunicações através da rede 4G, apenas 18% do volume trafegado no 3G.


Autor: Paulo Higa
Retirado de - http://tecnoblog.net/134513/copa-do-mundo-2014-estadios-wi-fi/

Nenhum comentário:

Postar um comentário